JBO

Jardim Botânico de Salvador

Proposta de Requalificação e Ampliação da estrutura física atual do Complexo

Client: Prefeitura Municipal de Salvador
Tamanho/Size: 160.000,00 m²
Local/Place: Salvador, Bahia

Preservar e Revelar

Abrangendo uma área total de 160.000,00 m², o projeto de requalificação do Jardim Botânico de Salvador buscou integrar o equilíbrio na relação entre homem e natureza em um espaço predominantemente de Mata Atlântica. Localizado no centro geográfico da cidade de Salvador, propõe um sistema de edificações de caráter científico voltadas ao estudo, manutenção e conservação da Mata Atlântica conectada e acessível através um sistema de trilha elevada em um percurso de 795m de extensão pela mata.

A ideia principal do projeto partiu da necessidade de requalificar e ampliar a estrutura física atual do complexo e, em especial, o espaço do Herbário existente que abriga atualmente cerca de 61.000 espécimes vegetais propondo uma edificação que maximizasse o estudo e a conservação deste bioma. Além da ampliação do herbário, tornando um centro de referência na pesquisa da Mata Atlântica com capacidade para acomodar o crescente número de espécies catalogadas, o projeto propõe outras pequenas intervenções como um pavilhão de observação da natureza e um mirante propondo, ao usuário, uma reflexão sobre os contrastes entre a cidade, a mata preservada e o abusivo desmatamento dos biomas atuais na cidade de Salvador.

Edificações.

Para a implantação das edificações propostas e em especial ao centro de pesquisas, optou-se por um sistema construtivo utilizando materiais leves,  industrializados e pré-fabricados, agilizando o processo de construção e minimizando o impacto da ampliação do herbário.  A estrutura principal de caracter predominantemente horizontalizalizado buscou respeitar os limites das antigas edificações  existentes, evitando assim cortes e aterros desnecessários e a maior manutenção e preservação dos espaços com vegetação.

 

O edifício principal conta com uma área total construída de  2.219,45m² divididos em 2 pavimentos, um sub-solo e uma cobertura aberta a visitas.  O programa da edificação conta com espaços administrativos, sala para setores específicos da Secretaria da Cidade Sustentável, do Jardim botânico, sala de reunião e um herbário completo dividido em duas salas ( A sala das coleções que poderá abranger até 150.000 espécimes vegetais e os espaços técnicos necessários como salas de pesquisa, manutenção, catalogação e preparo.

O pavimento térreo contará com espaços expositivos digitais voltados a educação ambiental, auditório para 60 pessoas com foyer e um espaço semi coberto para atividades em grupo. Todo o projeto foi desenvolvido conforme a NBR 9050, norma que estabelece critérios e parâmetros técnicos a serem observados quando as condições de acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos.

1 Comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.